A 5ª Onda (Rick Yancey)

5aOnda

Autor: Rick Yancey

Ano: 2013

Resenha: O que dizer dessa série que conheço a pouco tempo e já considero pacas?

A 5ª Onda se trata de um apocalipse alienígena. Os aliens descritos no livro, não são aqueles monstros verdes que querem ser nossos amigos ou estão aqui em nome de uma causa maior para salvar o planeta da humanidade. Não. Aqui, eles vieram para dominar a terra e ficar com ela, só que eles não são legais e não querem dividi-la com os seres humanos, então eles começaram com várias “ondas” de ataque para exterminar a humanidade do planeta em que eles querem morar.

Vai aqui o texto da contra capa do livro mesmo! Tá difícil de resumir o enredo principal rs

“Cassie esta sozinha, fugindo dos Outros. Ela vive em uma Terra devastada, onde qualquer pessoa até mesmo uma criança, pode ser o inimigo. Um inimigo que parece humano, que espreita em todos os lugares, pronto para aniquilar os últimos sobreviventes. Permanecer sozinha é permanecer viva – Cassie acredita nisso até encontrar Evan Walker. Mas será que ela pode confiar nele? Será que ele pode ajudá-la a resgatar o irmão?

Chegou o momento em que Cassie deve escolher entre a esperança e o desespero, entre enfrentar os Outros ou se render ao seu destino, entre a vida ou a morte. Entre desistir ou lutar!”

A história é narrada em primeira pessoa, porém a cada capítulo o foco muda entre 4 personagens que estão, de um modo geral, afastados um do outro. Por isso, minha dúvida, devo dizer que a Cassie é a personagem principal ou devo dizer que os 4 são personagens principais? No início do livro, certamente a história da Cassie é a parte central, por ela que descobrimos como se deu a invasão alienígena, pelo que ela teve que enfrentar com sua família e pelo que ela teve que enfrentar mesmo sozinha.

Eu sempre gosto de histórias em que as personagens principais nos levam de volta ao passado e nos explicam como ela se tornou quem ela é agora, no presente. A história de Cassie é assim, ao mesmo tempo em que ela está fugindo de um Silenciador, tentando se manter viva, ela escreve sua memórias em um diário e nos leva com ela até o passado enquanto escreve. Rick Yancey é fantástico em executar isso mesmo.

Outro recursos de narrativa que ele utiliza que é muito legal: ele não nos revela logo de início quem são os personagens que estamos acompanhando no momento. Ele prefere dar pequenas dicas, fragmentos de pensamento e ir induzindo o leitor a dar seus palpites até que em algum momento em 2/3 no capitulo eles nos conta quem é personagem. Eu amei isso! ❤ Esse mistério que ele faz é cativante, isso dá a impressão de que o leitor está participando do processo, deixa a leitura mais dinâmica e interessante.

A narrativa da Yancey é reveladora e dinâmica, em um momento você acha que conhece um personagem e então, você é levado pela personagem a duvidar e a questionar o quanto você realmente o conhece. Essa narrativa conversa muito bem com o roteiro do livro, em que o tempo  todo a motivação dos alienígenas em exterminar a humanidade é inexplicável e em vários diálogos os próprios personagens te induzem a criar sua teoria enquanto eles discutem as deles.

Outra coisa que não posso deixar de comentar é o humor da narrativa. A história em si é densa, os personagens não estão em um campo de férias, eles estão ali em constante dúvida sobre em quem confiar e lutando diariamente para permanecerem vivos e alcançarem seus objetivos, mesmo assim, entre-cenas, Rick consegue lhe arrancar um sorriso, mesmo que com um comentário ou diálogo bobo.

Na mesa ao lado encontra-se um livro intitulado O Amor é um Desejo Desesperado. Com base na capa, eu o teria chamado Minha Fantástica Barriga Tanquinho. (p. 144)

Não senti nenhuma cena se estender mais do que eu achei necessário, mas é impossível não ter preferências por qual personagem você quer acompanhar. Eu, por exemplo, me apaixonei pelo Evan Walker e ficava contando a páginas para voltar pra casa com ele. Mas isso não que dizer que não estava interessante o outro núcleo, é apenas questão de gostosura mesmo rs. ❤

Sobre os personagens, todos foram tão bem desenvolvidos, você se interessa muito por eles, até mesmo os coadjuvantes você se pergunta se ficarão bem. Tem ótimos personagens no Campo Abrigo, onde o irmão da Cassie está. Tenho um ship especial lá: Zumbi e Especialista

Enfim, esse livro foi um dos melhores que li em 2014 e com certeza está no meu top de melhores livros de ficção científica. Como foi meu primeiro livro sobre aliens, foi uma ótima estreia e espero ler mais sobre a temática 🙂

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s