Capítulo 3: Sábado

Capítulo Três: Sábado

Hellizabeth acordou, no outro dia, com a cara inchada de tanto chorar, desligou o som que passara a noite inteira ligado e foi tomar banho, hoje era o show, não queria estar feia, passou um creme no rosto. Um creme que desfarçava bem que passara a noite chorando.

Hellizabeth estava pensando que chorara mais do que quando o J.R. disse que teriam que namorar escondido. Ela nem gostava tanto do Mikey assim, para morrer por ele. Porque chorara tanto na noite passada então? Se perguntava isso quando seu celular tocou, era J.R. ela o atendeu.

– Oi, J.R.- E aí, tigresa, tudo bem? – perguntou J.R.

– É, e você?

– Também, eu tava pensando você não vai ao show dessa noite sem mim, vai?

Hellizabeth, para não magoá-lo, pois sabia o quanto ele queria ir ao show então disse:

– Claro que não, não teria graça sem você.

– Ah, tá bom e você se importaria se eu passase aí só amanhã? Por que tenho que fazer um trabalho pra escola. – disse J.R.

– Acho que sei, qual é tenho que fazê-lo também. – ela disse.

– Ótimo, nos vemos amanhã, tchauzinho tigresa!

– Tchau. – ela se despediu.

Hellizabeth desligou, agora tinha menos uma coisa para se preocupar, quer dizer, não teria a presença dele por hoje. Isso era ótimo, devido as circunstancias. Estava com medo não conseguir lhe olhar na cara, estava se sentindo culpada por traí-lo. E resolveu se concentrar no show de hoje à noite, onde não veria nenhum dos dois que a machucaram, passaria um dia sem ver ou falar com eles, mesmo que fosse pouco tempo, precisava disso.

Desceu para comer cereal. Terminou de comer e colocou a tigela na pia. Subiu de volta para seu quarto e ficou escutando música, acabava um CD ela colocava outro, era uma forma de ficar em paz sozinha pensando e parecia funcionar.

Seis horas da tarde, foi tomar banho. Seis e quarenta e cinco, sai do banho. Seis e cinqüenta, começa a escolher sua roupa. Sete e quinze, roupa escolhida estava em cima da cama e começou a se vestir. Sete e trinta e cinco, terminou de se vestir e estava colocando acessórios. Sete e quarenta, estava se maquiando. Oito horas, ela desceu, na sala seu irmão já estava lá esperando por ela.

– Não pensei que você seria pontual. – disse Matt sorrindo para a menina.

– É, eu desci na hora mais se você não estivesse aqui ia se arrepender! – ela disse sorrindo.

– Vamos logo, Helly. – falou Matt e foi para o carro. E ela o seguiu. Chegaram no carro. Entraram. E foram embora.

Chegaram no show minutos depois, mais ou menos oito e meia. Já estava lotado, mais por causa dos ingressos vips, conseguiram um ótimo lugar. Matt apresentou Hellizabeth para um monte de seus amigos, inclusive Gerard, irmão do Mikey, que disse que já tinha ouvido falar dela, fazendo com que ficasse sem graça, quer dizer, o que o Mikey poderia ter falado dela?

– Também já ouvi falar de você, Gerard! – falou sorrindo – É um prazer conhecê-lo.

– O prazer é todo meu, Mikey te adora. – disse Gerard, sorrindo, enquanto Hellizabeth ao ouvir o nome de Mikey fez o sorriso sumir. Gerard não pareceu perceber isso. – Vocês vão para a festa depois não vão?

– Claro. – respondeu Matt.

– Ótimo, vejo vocês lá. – disse Gerard e se afastou.

Ficaram vendo o show, dez horas a banda deu tchau e todos foram indo embora, menos os vips que iriam para a festa. Matt levou Hellizabeth para a festa. Chegaram lá…

– Você não vai ficar no meu pé a noite inteira, vai? – perguntou Matt rindo.

– Na verdade é isso que pretendo, Matthew. – respondeu rindo também.

– Muito engraçada, mas é sério, acho que é melhor você ir procurar o Mikey, talvez ele tenha vindo… – falou Matt.

– Eu não falo mais com ele, Matt. – interrompeu, Hellizabeth, triste – Por isso vou ter o prazer de te seguir essa noite. – falou Hellizabeth, dando um sorriso forçado.

– Ótimo! – falou Matt revirando os olhos.

Matt procurava Gerard em todo o lugar, quando uma mão segurou Hellizabeth. Era ele. O Gerard. Hellizabeth chamou Matt mais ele pareceu não ouvir.

– Preciso falar com você, Hellizabeth. – disse Gerard. E puxou Hellizabeth para um canto.

– Tudo bem, – Hellizabeth começou – o que foi?

– Eu acabei de saber que você e o Mikey brigaram… – falou Gerard.

– Sim, e daí? – perguntou Hellizabeth impaciente.

– Eu preciso da sua ajuda, Hellizabeth… – falou Gerard parecendo preocupado – O Mikey…

– O que aconteceu? – perguntou Hellizabeth se preocupando também.

– O Mikey está muito mal, desde que vocês brigaram ontem… – Hellizabeth desviou o olhar – Ele está fazendo besteiras, Hellizabeth, preciso que você vá falar com ele! – Gerard parecia desesperado.

– O que ele está fazendo? Onde ele está? – perguntou Hellizabeth nervosa.

– Ele está no banheiro, se drogando. – falou Gerard – Eu apresentei más influencias para ele… e … bom, ele está lá agora. – Gerard parecia com raiva de sí mesmo.

– Eu vou falar com ele – E Hellizabeth pediu para Gerard lhe mostrar onde era o banheiro masculino. Ele o fez. E Hellizabeth correu para lá. “Mikey o que você tá fazendo seu idiota?” pensava Hellizabeth. “Ele só pode ter ficado doido” outra coisa que Hellizabeth pensava.

Hellizabeth entrou no banheiro e todos os garotos que estava lá olharam para ela. Ela não ligou e começou a chamar o Mikey e procurar por ele lá. O banheiro não era muito grande, estava somente cheio. E Hellizabeth não sabia o que fazer, os garotos começaram a dar em cima dela. E não achava o Mikey, até que um cara passou a mão na bunda dela, ela se virou estava pronta para socar o cara, mais parece que outra pessoa o estava fazendo. Mikey era essa pessoa. Para o alívio de Hellizabeth achara ele.

Estava estranho e sem óculos. Estava com uma calça com tachinhas e uma blusa marrom, escrita alguma coisa que Hellizabeth não conseguia ler. Ele parou de socar o idiota e puxou Hellizabeth para fora do banheiro.

– O que você estava fazendo, Hellizabeth? – perguntou Mikey olhando para ela.

– Procurando você, o que você tava fazendo? – perguntou Hellizabeth com raiva. – Gerard me disse que você estava lá se drogando! O que deu em você? – falou Hellizabeth gritando com ele.

Mikey não sabia o que dizer.

– Hellizabeth… Eu conheci você direito ontem, – começou Mikey – mas, eu fiquei realmente triste quando ouvi você chorando por minha causa… – Hellizabeth se sentiu corar. Não gostava que os outros soubessem que ela estava chorando. – Eu fiquei realmente triste. Eu amo você e só conheci você ontem!

– Isso não vem ao caso, você não vai fazer nada mais, tá ouvindo? Não vai se drogar nunca mais, seu idiota! Me Promete? – Hellizabeth fez com que sua voz parecesse com medo e nervosa.

– Você está preocupada comigo? – perguntou Mikey surpreso.

– O que você acha? Por que você faz isso? Porque você me deixa desse jeito? – falou Hellizabeth com lágrimas nos olhos.

– Não faço de propósito! – Mikey disse se aproximando para abraçá-la.- As drogas parecem estar fazendo efeito – disse Hellizabeth se afastando.

Hellizabeth queria ir para casa, mas não podia deixar Mikey sozinho, iria fazer de novo, ela sabia disso.

– Não é a droga! Sou eu… – Mikey disse – Você está muito sexy hoje! – falou como se fosse a primeira vez que a havia visto agora. E estava olhando para sua blusa, roxa com uma caveira no centro.

– Cala a boca, Mikey, onde está sua namorada? – perguntou Hellizabeth com desprezo.

– Ela não vem, é uma idiota! – disse Mikey tentando se aproximar com os olhos fixos em Hellizabeth.

– Tem algum lugar aqui que possamos ficar sozinhos? – disse Hellizabeth fingindo um sorriso safado, só não queria que as pessoas vissem ele assim desse jeito, drogado.

– Tem muitos mas vamos arranjar um. – disse Mikey continuava a tentar se aproximar. Mas ela lhe estendeu a mão e ele a guiou para algumas salas que já estavam ocupadas por outros casais se pegando, parece que só essa era a utilidade daquelas salas.

Ficaram abrindo porta por alguns minutos até que Hellizabeth reconheceu um casal. Era seu namorado J.R. com outra garota, uma líder de torcida, que parecia ser da escola, estava quase nus. Hellizabeth ficou com muita raiva, quer dizer, quem ele pensava que era para chifá-la desse jeito?! Não se sentia mais culpado por tê-lo traído ele estava fazendo a mesma coisa e ainda pior, estavam quase transando. A raiva ia aumentando mais a cada momento. Mikey parecia sentido com o que estava vendo também, só que ele diferente de Hellizabeth, possivelmente por causa do efeito da droga, se deixou levar, e atacou J.R. Fazendo com que os dois se afastassem e a garota soltasse um gritinho. Ela começou a se vestir enquanto J.R. apanhava.

Terminou de se vestir, agora fazia com que Mikey parasse de socá-lo. Hellizabeth deu um pulo quando ela disse:

– Mikey, amor, pára eu posso explicar! – chorando.

– Você é a namorada dele? – perguntou Hellizabeth perplexa.

– Sou, ou era, não sei mais. – ainda chorando, a líder de torcia não parou de gritar.

Hellizabeth também começou a gritar sabendo porque Mikey estava furioso. Encorajou ele a continuar, a outra garota foi chamar alguém para ajudar a separar a briga. Hellizabeth ficou olhando enquanto ela corria. Hellizabeth estava quase chorando também, mas, como era contra a sua ética chorar na frente de pessoas, ela se controlou e não o fez. Minutos depois, a garota chegou com Gerard, Matt e alguns outros caras que Hellizabeth não se lembrava quem era.

Minutos depois de chegarem conseguiram separá-los e Gerard levou Mikey para casa deles, e Matt a levou para casa, não fazia sentido, na cabeça de Matt, Helly continuar ali. E ele estava certo, ela estava pronta para chorar se ficasse sozinha.

Chegaram em casa, ela correu para seu quarto, ligou o som, colocou Marilyn Manson, “The Best of”, e se deitou na cama. Adormeceu mais rápido do que pensara que aconteceria.

Fim do Capítulo Três.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s