Doctor Who – 8×04 – The Power of Three

Vou ser franca aqui, até agora essa oitava temporada de Doctor Who está se mostrando bem diferente das anteriores. Estamos no quarto episódio e até agora nem sinal do que chamamos de História Principal. Se você assiste Doctor Who, sabe do que estou falando… Aquele mistério que te deixa noites sem dormir gerando mil teorias e as postando em seu blog/twiter/facebook a cada episódio. Eles têm sido desapontantes nesse quesito.

O objeto em questão fala de uma grande invasão à Terra, de repente, havia cubos em todos os cantos, ruas, praças e até dentro de suas casas. E, obviamente, o Doctor volta a Terra para investigar a questão. O fato é que a invasão não parece ser o tema central do episódio, ela é apenas a circunstância que reune o trio inseparável de Amy, Rory e o Doctor.

Por isso,  o nome do episódio ser The Power of Three. A díficil decisão que Amy e Rory tem de tomar entre viver a vida de aventura com o Doctor a viver a vida humana cotidiana com seus amigos e trabalhos é o grande tema de todo drama. Eles passam o episódio inteiro, decididos a viver a vida humana cotidiana, já se despedindo do Doctor, apesar de nada muito forte ou decisivo, quer dizer, nada muito convincente ou realmente triste. O clima não era de despedida, o que acho que foi proposital. Apesar de em alguns momentos, como quando o Doctor olha para visor, pára, manda que eles corram e corre também e o Rory olha para o Amy e diz “vou senti falta disso”; eu ainda assim não fui convencida de que eles iam mesmo parar com isso. A coisa foi mais abordada como um plano incerto, algo que foi dito simplesmente porque eles não podiam ficar entre os dois modos de vida.

Minha grande crítica a esse episódio (e agora vem SPOILER) Continuar lendo